Arquivo do mês: agosto 2013

31 agosto

Invento noites em versos de anil, com carruagens douradas que vincam a praia de nuvens! (Valeria Pereira da Silva)

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

30 agosto

A cor do sonho É a mesma do silêncio, Da imensidão Da força do tempo Que sustenta a noite. (Valeria Pereira da Silva)

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

29 agosto

Na minha poesia há sempre uma vela, Um verso, Um verbo E uma noite esperada! (Valeria Pereira da Silva)

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

28 agosto

Na noite o conto é encantação, janelas de magia dobradiças de imaginação. (Valeria Pereira da Silva)

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

27 agosto

Que numa noite eu possa, num leve aeroplano cruzar os oceanos. De bússola e ponteiro andar o mundo inteiro! (Valeria Pereira da Silva)

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

26 agosto

Na noite de lua azul Somos todos Arquitetos De sonhos! (Valeria Pereira da Silva)

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

25 agosto

Em noite de recital a poesia é mundo possível de tocar outros mundos (Valeria Pereira da Silva)

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

24 agosto

A noite azul tem o matiz da poesia O matiz do céu azul de Alphonsus de Guimaraens (Valeria Pereira da Silva)

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

23 agosto

Onde está o meu pai que as estrelas levaram pela mão? Ele foi de terno azul na imensidão… (Valeria Pereira da Silva)

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

22 agosto

Estrela aranha que escreve destinos, salpica na tua teia-texto, em tintas de outro mundo a noite que será lembrada… (Valeria Pereira da Silva)

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário